Currículos resumidos:

Graziela Rodrigues (diretora)

Iniciou sua carreira artística em 1967, trabalhou com coreógrafos e diretores de teatro no Brasil e na Europa, realizou diversos espetáculos como bailarina e coreógrafa no Ballet Teatro Minas, Ballet Stagium, Teatro Vento Forte, entre outros. Em 1987 ingressou na UNICAMP como docente, onde vem atuando ininterruptamente como diretora e coreógrafa; como professora Doutora nessa universidade formou o Grupo de Pesquisa Núcleo Bailarino-Pesquisador-Intérprete. Autora do livro Bailarino-Pesquisador-Intérprete: processo de formação, FUNARTE, 2005.  Foi convidada para orientações, cursos e palestras em diversas instituições como Cia. de Dança Palácio das Artes, Grupo Quasar, Oficina Cultural Oswald de Andrade, Instituto de Artes do Pará, Instituto Anísio Teixeira da Bahia, além de universidades como UNB (DF), UFMS (MS), FMU (SP) e UFBA (BA). Recebeu diversos prêmios ao longo de sua carreira.

 

Larissa Turtelli (diretora)

Desenvolve suas pesquisas como criadora e intérprete desde 1991. Em 1992 iniciou sua especialização no método Bailarino-Pesquisador-Intérprete no qual continua trabalhando atualmente. Dentro deste método realizou, junto com Graziela Rodrigues, diversas produções artísticas e pesquisas de campo de realidades brasileiras, atuando com intérprete, assistente de direção e diretora. É professora Doutora do Departamento de Artes Corporais do Instituto de Artes da Unicamp. Ministrou diversos workshops em Dança do Brasil, ganhou prêmio Bolsa REDE Stagium (2000-2001) para a criação do espetáculo 'Veias da Terra'. Participou do American Dance Festival (EUA, 2001). Com o espetáculo Valsa do Desassossego recebeu prêmio da Caravana Paulista de Teatro (2006). E o atual espetáculo, Fina Flor Divino Amor, recebeu fundos do ProAC 2010. 

 

Mariana Jorge (bailarina-pesquisadora-intérprete)

É mestranda em Artes da cena pela Unicamp, onde graduaou-se em Pedagogia e Dança. Desde 2010 vem desenvolvendo sua pesquisa na área de criação em Dança do Brasil como integrante do Núcleo BPI - Pesquisa e Criação em Dança, nesse Núcleo pode desenvolver seu trabalho de pesquisadora, intérprete e co-criadora do espetáculo "Coraci Mirongá”, dirigido por Graziela Rodrigues e Larissa Turtelli. Com este espetáculo realizou apresentações na cidades de Campinas-SP, São Paulo-SP, Maceió-AL, Berlim-Alemanha. Como bailarina também participou de apresentações junto a outros grupos como Grupo de Percussão Tambaleio, Nebulosasilenciosa e Coletivo Mira Chica. Atualmente também atua como preparadora corporal e coreógrafa da Cia Bacante de Teatro e ministra aulas de dança.

 

Chico Santana (músico)

É mestre e doutorando em música pela Unicamp, onde atuou como professor de percussão e rítmica no Departamento de Música do Instituto de Artes. Desenvolve pesquisas sobre grupos de percussão, bateria de escola de samba, rítmica e educação musical. Participou da criação do Conservatório de Música Popular de Itajaí, onde também lecionou. Atualmente é gerente artístico da Amigos do Guri, onde concebeu e dirigiu o espetáculo “Calungá – o mar que separa é o mar que une”, com participação de Naná Vasconcelos. Dirige o grupo Tambaleio e a Bateria Alcalina, além de tocar em diversos conjuntos com os quais já se apresentou em importantes festivais, como o XX Havana Jazz Plaza (Cuba, 2002) e IPEW: International Percussion Ensemble Week (Croácia, 2004). Ministrou oficinas nos festivais de Itajaí, Ritmos da Terra, Brasil Instrumental, entre outros